Freiburg – História, estatísticas e conquistas

Freiburg – História, estatísticas e conquistas

Primeiramente, o Freiburg nasceu em 1094. Seu mascote é uma raposa, levando o nome de Fuchs, e tem como significado justamente “raposa” em alemão. Em 2009, uma grande perda para o clube, o presidente Achim Stocker morreu devido a um infarto.

Inaugurado em outubro de 2021, o novo estádio se chama Europa-Park Stadion. A saber, tem capacidade para 35 mil pessoas, substituindo a antiga casa do clube, conhecido como Schwarzwald-Stadion.

Trajetória do Freiburg: fundação, conquistas e ascensão

Desde já, apesar de ser considerado um clube pequeno, o Freiburg, por outro lado, demonstrou em sua história ser uma equipe de muita raça. A raposa subiu para a Bundesliga 2, na temporada 1978/79, na qual atuou por 15 anos seguidos, antes da estreia na principal divisão do país.

Logo após a segunda temporada, em 1994, foi conduzido pelo técnico Volker Finke, ao 3º lugar da Bundesliga, ficando apenas três pontos do campeão Borussia Dortmund.

Nos anos seguintes da ascensão, o Freiburg voltou para a 2ª divisão, sendo rebaixado três vezes. Na temporada da Bundesliga de 2012/13, conquistou sua melhor posição desde o ano de 1994, terminando na 5ª colocação, e dando a vaga direta para a Liga Europa de 2013/14. Por fim, o auge do clube, foi na temporada de 2016, onde foi campeão da Bundesliga 2 pela primeira vez.

Mercado de Transferências do Freiburg

Antes de tudo, confira as principais contratações no mercado de transferências, rumores, a maior venda, e o grande artilheiro do clube.

Baptiste Santamaria, do Angers, da França, por € 10 milhões, no mercado de transferências de 2020

No mercado da bola 2020, Santamaria chegou no Freiburg para disputar a Bundesliga. O Angers da França, dificultou as negociações, exigindo um valor de compra entorno de €10 milhões, se tornando a maior compra do Freiburg em toda história.

Sem render o esperado, em agosto de 2021, fortes rumores em cima do volante francês tomaram conta, entre os clubes interessados, estavam o Rennes , e o Lille da França. Logo após longas negociações, Santamaria optou a ida para o Rennes, pelo valor de €14 milhões.

Çağlar Söyüncü, do Freiburg para o Leicester, por € 21,10 milhões, no mercado da bola de 2018/19

Certamente, o zagueiro turco Çağlar Söyüncü, é a maior venda da história do clube alemão até o momento. Então, após duas temporadas pelo Freiburg, no mercado da bola de 2018, Çağlar foi jogar na Premier League, pela equipe do Leicester.

Nico Schlotterbeck, do Freiburg para o Borussia Dortmund, por € 20 milhões, em 2022

Na última janela do mercado de transferências, o Freiburg vendeu uma jovem promessa. Cotado para ser convocado na Seleção Alemã, Nico se transferiu para o Dortmund, ganhando mais visibilidade. Portanto, no dia 2 de maio de 2022, o Borussia Dortmund anunciou a contratação de Schlotterbeck, em um contrato válido por dois anos.

Maximilian Phillip, do Freiburg, para o Borussia Dortmund, por € 20 milhões, no mercado da bola de 2017

Após grandes Bacará s pelo Freiburg, Phillip ganhou destaque no mercado da bola de 2017. Antes dos rumores se confirmarem na ida do atleta para o Dortmund, o atacante quase fechou com o Leverkusen. Por fim, Philipp assinou contrato de cinco anos com o Borussia Dortmund.

Joachim Löw, o maior artilheiro da história do clube alemão

Joachim Löw, ex-técnico da Seleção Alemã, e campeão da Copa do Mundo 2014, é o maior artilheiro da história do Freiburg, com 81 gols em 252 Bacará s, durante três passagens pelo clube.

O hoje famoso treinador teve três passagens pelo clube, mas sua categoria de base foi no TuS Schönau 1896, FC Schoenau 08 e Sportfreunde Eintracht Freiburg. Visto com bons olhos devido ao seu talento, o Freiburg o contratou para o time profissional em 1978. Apesar de ter jogado em outros clubes, o de maior sucesso foi mesmo o Freiburg.

Vítor, 32 anos, natural de Criciúma-SC, apaixonado por esportes, especialmente por Bacará . Já escrevi para alguns portais de Criciúma e região, e atualmente estou no portal 4oito de Criciúma. Tenho um blog que leva meu nome, Vítor Rizzatti e escrevo de um a dois posts por semana, abordando temas atuais no âmbito esportivo. Faço jornalismo digital na Uniasselvi e estou na 1 fase.
Artigo anteriorPorto de olho em dupla do Bacará
Próximo artigoRúben Sobrino exalta momento vivido no Cádiz